PPGED - Programa de Pós-Gradução em Educação

UFRN

Noticias

Data: 30/08/2017

[CHAMADA] | Revista Brasileira de Estudos da Presença


 

CORPO, IMAGEM, EDUCAÇÃO - CHAMADA DE ARTIGOS  

A Revista Brasileira de Estudos da Presença [Brazilian Journal on Presence Studies], periódico eletrônico de acesso livre e revisão por pares, sem taxas de submissão ou publicação, receberá até 31 de agosto de 2017 artigos inéditos dentro do escopo do tema geral CORPO, IMAGEM, EDUCAÇÃO.

O corpo é, com efeito, local de disputa, de investimento, de visibilidades: ele é, cada vez mais, campo privilegiado das relações de poder. Da mesma forma, a imagem se apresenta, no mundo contemporâneo, não apenas como mero elemento ou suporte de visibilidade, mas como mecanismo decisivo na (e para a) constituição das subjetividades. Ao entender hoje tanto a imagem como o corpo em seus aspectos altamente produtivos, acreditamos que relacioná-los ao contexto da Educação pode ser extremamente produtivo (e, mais do que isso, urgente). Para os leitores da Revista Brasileira de Estudos da Presença, isso implica compreender as performances (ou as práticas performativas) como práticas nas quais corpo e imagem tomam forma, assumem papel político, investem os sujeitos nos modos de fala e de escuta, dão visibilidades a contradições, espraiam verdades e, ao mesmo tempo, as contestam.

O caráter formativo que corpo e imagem, em sua associação, assumem na cultura contemporânea não pode, de modo algum, ser minimizado. Para tanto, cabe discutir como, especialmente em nosso tempo, tais conceitos se fazem vinculados à Educação; ou, de modo mais preciso, como se fazem vinculados ao conjunto de práticas por meio das quais efetivamente aprendemos a ser sujeitos; por meio de práticas que nos ensinam, por exemplo, a cuidar, modificar, rejeitar ou desejar certos corpos; enfim, como nos ensinam a ser sujeitos corporais. Assim, sem dúvida, é preciso ultrapassar os sentidos mais usuais do que entendemos por “educação”, assumindo-a, no lugar disso, como algo que excede, em muito as dimensões da escola, stricto senso, e que, desse modo, se amplia para as tantas dimensões formativas sugeridas pela cultura – das quais a mídia, por exemplo, seria apenas um exemplo.

Nossa proposição se volta à criação de um espaço de discussão no qual o próprio conceito de imagem também possa ser explorado de modo mais complexo, garantindo perspectivas de abordagem não lineares ou esquemáticas, ou seja, a partir de ensaios teóricos ou analíticos que permitam pensar a imagem para além de mera “representação” imediata de algo que lhe seria exterior; que permitam tomar a imagem para além de uma entidade manipuladora. Enfim, que, em seu conjunto, tais ensaios possam dar conta do conceito em sua complexidade: imagem como objeto discursivo, como pletora de sentidos que, antes de tudo, estão articulados e imersos na cultura na qual nos situamos; imagem como lugar mesmo de disputas, de negociações, de luta por verdades que cingem tanto nossos corpos, como modos de ser, mas acima de tudo, imagem como criação, como acontecimento, como possibilidade de, ao modo de Foucault, pensarmos diferentemente do que pensamos.

Ao colocar juntos Corpo, Imagem e Educação, a revista circunscreve uma chamada de cunho eminentemente transdisciplinar, uma vez os enfoques possíveis para a relação entre esses conceitos podem vir com olhares distintos de campos muito diferentes entre si. Esse cruzamento pode ser extremamente inovador.

Para fomentar a problematização sobre Corpo, Imagem e Educação, a Revista Brasileira de Estudos da Presença almeja oferecer uma oportunidade para explorar o tema em diferentes perspectivas. Os autores podem elaborar ensaios teóricos, artigos provenientes de pesquisas empíricas e/ou históricas sobre Corpo, Imagem e Educação e seus distintos campos em relação a um ou mais dos seguintes tópicos:

  • Performance: corpo, imagem, educação
  • O corpo e a imagem na cultura contemporânea
  • Corpo e imagem na educação escolarizada
  • Corpo e imagem na cena contemporânea
  • História: corpo, imagem, educação
  • Políticas do corpo e da imagem
  • Corpo, imagem e artefatos culturais
  • Corpo, imagem e subjetividades
  • Pedagogias da mídia na produção dos corpos (cinema, televisão, jornais, revistas etc.)
  • Estética e recepção da cena: corpo e imagem
  • A imagem e o corpo nas pedagogias interculturais da performance

Assim, a Revista Brasileira de Estudos da Presença espera receber trabalhos resultantes de pesquisas vinculadas conceitualmente ao campo da performance, do teatro, da dança e outras linguagens similares, prestando especial atenção àqueles que utilizam imagens e vídeos para desenvolver suas reflexões. Além disso, espera receber trabalho de áreas imbricadas, fronteiriças e que dialoguem com os termos em tela sob diferentes aspectos. As submissões devem estar de acordo com os padrões do periódico e devem ser postadas diretamente no sistema de submissão para seguir o processo geral de avaliação do periódico. Para submeter um artigo a esta chamada, é fundamental selecionar a seção correspondente (Corpo, imagem, educação). Lembramos que o periódico não cobra taxas de submissão, nem de publicação e utiliza o sistema duplo-cego de revisão por pares. O texto pode ser enviado em português, espanhol, inglês ou francês e será publicado em duas línguas. Será solicitado aos autores que enviarem textos em português ou espanhol (e àqueles lusófonos) que enviem uma tradução em inglês. A revista providencia tradução para o português de artigos enviados em inglês ou francês, desde que os autores sejam nativos desses idiomas. Maiores informações podem ser encontradas em nosso website, www.seer.ufrgs.br/presenca; nossas diretrizes podem ser visualizadas em “Diretrizes para Autores”.

Revista Educação em Questão

A Revista Educação em Questão, editada desde 1987, nasceu da iniciativa de professores do Departamento de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), quando o Mestrado em Educação, instalado em 1978, completou nove anos formando mestres nas ...

Conheça o projeto